Os 11 Carros Mais Odiados Da História: Fiat Multipla
Eduardo / 22 Setembro 2023

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Existem mais de 155 marcas automóveis no mundo e um número infinito de modelos aclamados e cobiçados, seja pelo seu equipamento, aspecto ou valor histórico. Mas alguma vez se perguntou quais são os carros mais odiados da história

Nós sim e é por isso que abaixo partilhamos consigo os 10 carros com a pior reputação da história. Quer seja devido ao seu design pouco funcional, ao seu desempenho básico ou à enorme quantidade de serviço que necessitavam, estes carros acabaram todos algures nesta infame lista.

Chrysler Sebring

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Um carro caro para a classe média, pelo qual ninguém estava disposto a pagar. Talvez por isso os criadores do The Office tiveram a ideia de dar a Michael Scott este veículo, porque só alguém como ele iria ter orgulho de conduzir um tal carro. 

A marca americana queria alcançar com este carro um veículo vulgar com um design inovador, alto desempenho e um elevado nível de segurança. Contudo, o Chrysler Sebring revelou-se um carro inexpressivo, com um design exterior questionável de linhas bastante entediantes e um interior que não movia o mundo interior de ninguém.

Este carro tinha três gerações. A primeira, de 1995 a 1999, foi uma edição coupé que foi atualizada para um descapotável em 1996. No entanto, a sua produção durou até 2009, quando o público simplesmente parou de o comprar e a marca decidiu parar a produção.

Pontiac Aztek

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

O caso da Pontiac Aztek é um exemplo claro de “pessoa certa na hora errada”. Este carro, comercializado pela General Motors, é um crossover de médio porte com modelos de 2001 a 2005, em conjunto com Buick Rendezvous. Pretendia-se que fosse um carro moderno, que pudesse ir ao encontro dos gostos de um pai de família ou de um jovem.

De facto, os melhores designers e engenheiros da marca norte-americana estiveram envolvidos neste projecto. No entanto, o Aztek é considerado como um dos carros mais feios da história.

Talvez o problema com este carro seja o facto de ter sido demasiado revolucionário. Por exemplo, concentrou elementos que mais tarde foram desenvolvidos para o SUV, era mais alto do que os carros convencionais, a bagageira aberta em duas partes, a sua carroçaria era de dois tons e oferecia grande visibilidade porque tinha uma secção envidraçada. 

Além disso, os bancos traseiros dobravam e podiam ser retirados para uma maior capacidade de carga e, inclusivamente, tinha uma suspensão independente de quatro rodas, entre outras inovações

Embora a maioria dos carros que atualmente são tendência na Europa tenham a imagem do Pontiak Aztek e mesmo este podendo ser considerado como um dos antecessores dos SUV actuais, o seu design era excessivamente radical, o que para a maioria do público da época, parecia ter sido demasiado

No entanto, ao longo do tempo, o Aztek tornou-se um ícone da cultura pop, dado que era o carro de Walter White na aclamada série Breaking Bad.

Hummer H2

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Este confortável e espaçoso carro foi pensado para toda a família. Até certo ponto isto foi conseguido, mas devido ao seu tamanho exorbitante muitas pessoas não gostaram deste carro, que apesar do seu tamanho monstruoso, por alguma razão foi concebido como um carro de família que podia ser estacionado em qualquer garagem. 

Trata-se de um SUV construído pela AM General de 2002 a 2009. Durante 2001 e 2002, permitiram aos jornalistas examinar as partes deste carro que ainda estavam em projecto.

Basearam-se num GMT 820 modificado Chevrolet 2500 HD para a frente e 1500 para a traseira. Além de ser um carro realmente grande, requer demasiada gasolina e o aumento dos preços do combustível nos anos posteriores à sua comercialização, foi um factor importante contra este carro.

Nissan Cube

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

O design deste carro foi baseado nos famosos carros kei japoneses, veículos que são consideravelmente altos mas estreitos e curtos. Os criadores tomaram o termo Cubo demasiado literal e este carro acabou por ser uma caixa sobre rodas que ninguém queria comprar após um curto período de tempo.

Era um monovolume do segmento B comercializado a partir de 1998, com estilos de carroçaria que variam de uma a cinco portas. Até a equipa de marketing da marca japonesa classificou a sua parte da frente como “um bulldog com óculos“. Para os amantes desta raça canina, esta comparação não deve ser muito lisonjeira.

Ford Pinto

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Este foi um dos carros mais infames da história do automóvel e não só pelo seu aspecto exterior, mas porque causou quase 900 mortes. Foi considerado um dos carros mais perigosos alguma vez fabricado, com algumas deficiências de segurança muito graves.

A carroçaria era muito leve, cumprindo um dos objectivos do carro, mas isto foi à custa do esmagamento do carro como uma lata de alumínio no caso de uma colisão.

Além disso, o depósito de combustível estava localizado mesmo atrás do eixo traseiro, pelo que uma ligeira colisão era suficiente para incendiar o carro, o que tinha o hábito de fazer.

Ion Saturn

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Um dos carros comercializados pela marca americana General Motors, o Ion Saturn foi um modelo com tantas falhas que só foi comercializado entre 2003 e 2007. 

Alguns dos seus problemas foram a localização estranha do velocímetro na consola central, falhas no interruptor de ignição e fugas na bomba de combustível. Além disso, o seu design era completamente inexpressivo.

Dodge Omni

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Este carro foi um subcompacto fabricado de 1977 até 1990. Era vendido como um carro eficiente em termos de combustível, o que constituía uma vantagem no contexto em que foi posto à venda: uma época de subida dos preços da gasolina nos Estados Unidos. No entanto, em pouco tempo passou a ser visto como um automóvel pouco fiável.

Os seus principais problemas eram os baixos índices de segurança e a qualidade de construção questionável, o que o levou a ser classificado como um dos piores carros da história.

AMC Gremlin

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Este é sem dúvida um dos carros com o design mais bizarro de todos os tempos. Foi construído com materiais de má qualidade e embora tenha sido concebido como um subcompacto, foi construído utilizando peças mecânicas destinadas a carros maiores. O resultado? Uma espécie de Frankenstein com uma extremidade traseira cortada que só esteve em produção de 1970 a 1978. 

Tal foi o escárnio público e a resposta negativa do público ao carro na altura, que várias revistas de automóveis e críticos o classificaram nas suas listas dos piores carros.

Ford Edsel

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

O caso Edsel é considerado um dos maiores fracassos da história automóvel na sua curtíssima existência, de tão só três anos. Foi comercializado no contexto da recessão económica dos anos 50, quando a classe média não compreendeu o valor do carro em relação ao seu valor acrescentado em termos de desempenho. 

O Ford Edsel custou ao seu fabricante um prejuízo de 250 milhões de dólares. Embora se tenha investido muito dinheiro e publicidade neste carro, a sua construção foi lamentável e o seu design foi definitivamente muito questionável.

Studebaker Wagonaire

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Este carro foi concebido com uma ideia revolucionária para a época em que foi posto à venda, entre 1963 e 1966: o Studebaker Wagonaire era uma carrinha com tecto retráctil deslizante, concebida para transportar confortavelmente objectos de grande porte. 

Mas foi precisamente esta ideia que o levou a entrar para o ranking dos carros mais odiados da história: quando chovia, a água entrava no carro através do tejadilho!

Fiat Multipla

Os 11 carros mais odiados da história do automóvel

Frequentemente classificado como “o carro mais feio do mundo”, o Fiat Multipla chegou ao mercado em 1998 com a intenção de quebrar o molde com uma ideia radical de design, espaço e funcionalidade. Foi vendido até 2010, sobrevivendo graças a um redesign em 2004 que eliminou os faróis ímpares debaixo do pára-brisas.

Mais uma vez, o Fiat Multipla provou que um carro não só deve ser eficiente, como deve ser bem concebido e não ser, como Dan Neil, colunista do The Wall Street Journal, disse, “trágico à vista”.

Em conclusão

Sempre foi dito que todos os gostos são diferentes. Mas por vezes, há ideias que simplesmente não funcionam, por muito que se tente. Alguma vez imaginou que existisse uma lista dos carros mais odiados? 

Como viu, mesmo os fabricantes mais bem sucedidos, que ao longo dos anos puseram na estrada maravilhas automóveis, com criações realmente seguras e atrativas, tiveram por vezes algumas ideias disparatadas. 

Mas sempre se disse que se aprende com os erros. Alguma vez comprou um carro que se revelou ser um verdadeiro fiasco? No renting de carros trazemos-lhe a solução definitiva, para que nunca mais tenha de ficar amarrado à mesma viatura durante muitos anos. 

Descubra o renting, um aluguer de carros de entre os 2 e os 5 anos, com o qual pode esquecer o seguro contra todos os riscos, a manutenção, as entradas iniciais e outras despesas relacionadas com o veículo. Com um único pagamento mensal, sem gastos surpresa e com as garantias de renting, pode ficar ao volante de um carro novo ou semi-novo ao melhor preço. Quer saber mais? Explore as ofertas em renting para particulares que colocamos à sua disposição e encontre o seu carro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sigue leyendo en Renting Finders

Entradas relacionadas

Quer saber mais detalhes?

Completa o formulário e ligamos-te

    Ligue-nos tu para o
    308 807 123

    Chamada para a rede fixa nacional
    Vê as nossas perguntas frequentes para mais informação
    Horário de funcionamento 09.00 às 21.30 de Segunda-feira a Sábado.