7 truques para escapar a um teste de drogas que NÃO funcionam
Ruben / 26 Maio 2023

Os 7 truques para escapar a um teste de drogas que NÃO funcionam

Todos sabemos que conduzir depois de tomar drogas é tão ou mais perigoso como beber álcool e conduzir ao volante. Para além de ser proibido, é um acto irresponsável que não só põe em risco a vida do condutor, mas também a de outros transeuntes e veículos na estrada. 

Apesar disto, existem várias técnicas ou truques que circulam na Internet e que supostamente o ajudam a iludir um teste de drogas. Entre as técnicas mais populares encontram-se beber bebidas energéticas, consumir água e café, esperar mais de duas horas antes de conduzir e até, por alguma razão, consumir limões… 

Face a este problema, a Associação de Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP) assegura que nenhum desses truques funcionam, porque as amostras de saliva, enviadas para um laboratório especializado, são uma ferramenta extremamente fiável para determinar o estado de consciência de uma pessoa.

Os 7 truques para escapar a um teste de drogas que NÃO funcionam

Provas irrefutáveis: não há forma de escapar a um teste de drogas

De facto, a PRP assegura que a fiabilidade dos testes “é irrefutável”. Nas suas próprias palavras, “só há um ‘truque’ que funciona: não consumir.

Se houver a eventualidade de consumir drogas, será necessário esperar pelo menos 5 ou 6 horas, no entanto, como é evidente, o tempo de espera varia de acordo com o tipo de substância consumida e a quantidade. Em qualquer caso, a condução após ter consumido substâncias ilícitas ou álcool representa um risco para a segurança rodoviária e é recomendado não o fazer em qualquer caso e em qualquer circunstância.

Os 7 truques que não resultam 

No seguimento, desmistificamos os 7 truques mais fictícios que circulam na internet e que supostamente, poderiam enganar o detetor de drogas: 

1. Esperar uma ou duas horas

A única forma de a espera ser eficaz é se for suficientemente longa (5-6 horas) para o corpo eliminar estas substâncias do corpo. Se apenas esperar 1 ou 2 horas, o teste será capaz de identificar os resíduos das substâncias.

2. Beber água 

Beber água pode ajudar a eliminar os efeitos da desidratação quando consumimos álcool, no entanto, não existem provas científicas que demonstrem que beber água “dilui” a presença de droga na saliva. Como mencionamos anteriormente, o melhor que poderá fazer será o de esperar. 

3. Ingerir grãos de café 

Embora seja verdade que a ingestão de café era capaz de enganar os primeiros etilômetros fabricados, a tecnologia permite agora discernir entre o café e outras substâncias. Vale também a pena notar que o café não tem qualquer efeito sobre a concentração de drogas ou substâncias na saliva.

4. Comer limões 

Há uma crença, ou melhor, um mito, de que a acidez dos limões pode alterar a saliva e assim enganar o teste de drogas. Na verdade, comer limões não causa qualquer alteração da saliva; o que pode acontecer é que estimula e aumenta a produção de saliva.

5. Ingerir bebidas energéticas

Este é provavelmente o truque mais perigoso que pode ser usado para tentar enganar o teste, pois a alta concentração de estimulantes no corpo tem o efeito oposto, causando uma combinação dos efeitos da bebida energética e da droga, o que pode ter consequências graves. 

Houve mesmo relatos de condutores que sofreram morte súbita como resultado da combinação de drogas com bebidas energéticas. Além disso, correr este risco seria inútil, uma vez que a bebida energética não dilui a concentração da droga na saliva.

6. Suar ou fazer desporto 

Os testes de saliva utilizados na estrada não serão alterados pelo suor ou exercício, porque não estão realmente interligados. Pelo contrário, podem ser contraproducentes, porque à medida que se perde líquidos, a concentração de substâncias pode ser ainda maior.

7. Fazer uma sesta ou dormir um pouco 

Embora o sono possa fazer-nos sentir um pouco melhor quando estamos de ressaca, o mesmo não acontece quando estamos a tomar drogas. O sono não tem a capacidade de eliminar as substâncias presentes no corpo. A única forma de funcionar é o de dormir durante mais de cinco horas, não por causa do sono, mas devido ao tempo que passou desde a ingestão de substâncias.

Agora já conhece os truques mais populares na Internet para tentar fugir aos testes de drogas enquanto conduz. Como é possível ver, nenhum deles funciona realmente e alguns deles podem até ser perigosos.

É por isso que recomendamos que conduza de forma responsável e inteligente, evitando completamente o consumo de substâncias ilícitas e perigosas, narcóticos ou drogas psicotrópicas que podem alterar a sua percepção da realidade, especialmente se vai conduzir.Lembre-se de que, quando vai ao volante de um carro, é sua obrigação conduzir de forma responsável, protegendo a integridade e a vida dos outros e da sua. Sem excepções e sem desculpas.

No renting de automóveis sabemos que estes atos imprudentes não têm lugar na estrada e esperamos que as cenas de condutores a conduzir sob a influência de álcool e drogas permaneçam em filmes como O Lobo de Wall Street.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sigue leyendo en Renting Finders

Entradas relacionadas

Quer saber mais detalhes?

Completa o formulário e ligamos-te

    Ligue-nos tu para o
    308 807 123

    Chamada para a rede fixa nacional
    Vê as nossas perguntas frequentes para mais informação
    Horário de funcionamento 09.00 às 21.30 de Segunda-feira a Sábado.